O que é o fio do tecido?

Iniciei hoje uma formação modular, no CEARTE, de Curso Modelista de vestuário – casacos e percebi que precisava urgentemente de aprender alguns conceitos.

Pareceu-me que deveria começar pelo conceito de “fio do tecido”, pela frequência com a formadora nos alertou para a sua existência e importância.

Depois de algumas leituras e pesquisas na internet, fiz algumas ilustrações e sistematizei aqui a informação que me pareceu mais relevante.

Comecemos então, pela estrutura do tecido.

O tecido é formado pelo entrelaçamento de dois fios que se cruzam perpendicularmente:

Urdume (ou teia), é o fio longitudinal, no sentido do comprimento;

Trama, é o fio transversal, no sentido da largura.
O arremate lateral, no sentido do comprimento, é chamado ourela.

Podemos visualizar melhor, se pensarmos num tear manual, que consiste numa armação de madeira em que prendemos vários fios, lado a lado (urdume ou teia), bem esticados. Depois passamos outro fio por entre os fios já esticados (fio de trama). Este fio vai passando um por cima, e outro por baixo, sucessivamente e criando um tecido.

Fio de urdume “O meu livro de lavores”, Editorial Verbo

Fio de urdume “O meu livro de lavores”, Editorial Verbo

Os fios que correm na horizontal, são os fios de urdume, e os fios que passam entre os fios de urdume na vertical são a trama.

Fio de urdume “O meu livro de lavores”, Editorial Verbo

Fio de urdume “O meu livro de lavores”, Editorial Verbo

O fio do tecido, é o sentido em que corre o fio de urdume.

Como o urdume e a trama, assumem funções diferentes no momento da tecelagem, acabam por ter caraterísticas diferentes, que vão influenciar o “cair” da roupa.

O fio de urdume, fica com bastante tensão, ao ser esticado, sendo a base da trama do tecido. Os fios de urdume, geralmente são mais finos, mais torcidos e mais resistentes.

Os fios de trama, passam entre os fios de urdume, sem serem demasiado puxados, tendo pouca tensão. Ficam ondulados no tecido porque seguem um caminho em zigzag em redor dos fios de urdume. Os fios utilizados podem ser menos resistentes e menos torcidos.

Tecido

Peça de tecido

Quando o fio de urdume cai perpendicular ao chão, a roupa tem um melhor “cair”.

O corte em viés é feito a 45˚ do fio de urdume. Neste sentido não passa nenhum fio do tecido, por isso o caimento é mais leve e o tecido estica mais.

Queda do fio reto

Queda do fio reto

 

Queda do fio reto

A ourela cai perpendicular ao chão.

Caimento firme, mas não muito rígido.

 

 

 

 

 

 

 

Queda do fio atravessado

Queda do fio atravessado

 

Queda do fio atravessado

A ourela cai paralela ao chão.

O caimento é armado.

 

 

 

 

 

 

 

Queda do fio enviesado

Queda do fio enviesado

 

Queda do fio enviesado

Os fios de trama e urdume caiem em diagonal em relação ao chão.

O caimento é mole e flexível.

 

 

 

 

 

 

 

 

Como descobrir qual o fio do tecido, mesmo sem ourela?

Temos de investigar o tecido segundo alguns critérios: elasticidade; listras; fios fantasia; ondulação e resistência.

O tecido tem uma certa elasticidade natural no sentido da trama. Se puxarmos o tecido, no sentido do urdume sentimos que ele não cede, não estica nada, enquanto no sentido da trama ele estica. Em tecidos com elastano, este encontra-se no sentido da trama.

Existem tecidos listrados de dois tipos: estampados, e tramados. Nos tramados, ou seja, os que foram feitos com fios coloridos, as listras aparecem iguais no avesso e direito do tecido. As listras tramadas ajudam a identificar o fio porque normalmente os tecidos listrados têm as listras na vertical, ou seja, no urdume.

O fio fantasia é qualquer fio irregular, ou trabalhado, como fios chenille, fios rústicos que têm partes mais grossas que outras, fios metálicos, etc. Quando o tecido tem esse tipo de fio, normalmente ele vai na trama do tecido, pois não são resistentes ou regulares o suficiente para serem urdume.

Outra diferença possível entre os fios de urdume e de trama é a ondulação. Ao desfiar um pouco o tecido, podemos encontrar uma diferença entre a ondulação dos fios de trama e de urdume. Geralmente os fios de urdume são menos ondulados que os fios de trama, ou os ondulados são mais espaçados.

O fio que parte mais facilmente, normalmente, é a trama.

Recomendo os sites da Renata Perito e da Escola de Moda e CIA, para quem tem interesse pelo “corte e costura”.